Escolas com maior IDEB são as melhores escolas?

Desde que começou a ser divulgado em 2007, o IDEB passou a ser a principal informação a respeito da qualidade da educação básica dentre as escolas públicas no Brasil. Como todo índice, o IDEB é uma condensação de algumas variáveis (nesse caso, taxa da aprovação e proficiência em linguagem e matemática na Prova Brasil) que tem por natureza ranquear as escolas. Em um ambiente onde a gestão educacional é descentralizada e com muitas escolas municipais, ele serve para mostrar quais redes estão tendo resultados esperados e quais precisam de atenção ou auxílio federal. Também possibilita uma participação mais ativa da população na política educacional.

Entretanto, não é incomum a divulgação do IDEB estar associada à interpretação de que escolas com maior IDEB são as melhores escolas. Não que isso não possa ser verdade, mas tem que se tomar muito cuidado aí. A tabela abaixo exemplifica o que quero dizer

IDEB e Informações Socioeconomicas de 2011
UF Escola IDEB Mãe com Ens. Médio ou Superior Pai com Ens. Médio ou Superior Tem carro Computador com internet
MG EM CARMELIA DRAMIS MALAGUTI 8.6 38% 38% 69% 62%
PR SANTA RITA DE CASSIA E M E INF ENS FUND 8.6 58% 36% 77% 84%
RJ CIEP GLAUBER ROCHA 8.5 54% 48% 28% 55%
BA ESCOLA MUNICIPAL PROFESSORA EDIVANDA MARIA TEIXEIRA 1.2 6% 4% 21% 16%
GO ESCOLA MUL DE TEMPO INTEGRAL ANTONIO LUIZ ALVES PEQUENO 1.2 10% 14% 66% 44%
BA GR ESCOLAR DR ANTONIO CARLOS MAGALHAES 0.9 9% 9% 8% 21%
Fonte: INEP. Acessado em: Qedu.org.br

Na tabela, as três primeiras escolas foram as que tiveram o maior IDEB (para 5o ano) em 2011; as três últimas o IDEB mais baixo. Os dados foram acessados na plataforma Qedu e são questões que os alunos de 5o ano responderam na Prova Brasil. A comparação aqui é exagerada mas deixa evidente meu ponto: as escolas que tem IDEB mais alto podem até ter melhores práticas mas mesmo que não fizessem nada diferente das outras, nesse caso teriam um IDEB mais alto simplesmente porque tem alunos com condições socioeconômicas melhores, o que influi bastante no aprendizado.

Como a gente pode ver, na Escola Santa Rita de Cassia que teve IDEB 8,6, 58% das mães completaram o Ensino Médio ou Superior; já no caso do Grupo Escolar Dr Antonio Carlos Magalhes, esse percentual é de apenas 9%. A mesma ordem de discrepância é verificada na educação dos pais, no percentual de famílias com carro ou computador com internet.

Assim, cada escola deve ser avaliada dentro do seu contexto social e de recursos. Faz sentido comparar escolas dentro de uma mesma região, onde a situação é parecida. Só assim faz sentido extrair qualitativamente quais escolas tem as melhores práticas.

 

*Artigo publicado originalmente no blog Educação em Números em 03/10/2014

 

renanpieri

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.